line
logo
Menu

Informativo

Estrangeiro atuava ilegalmente na Zona Sul de São Paulo

25/09/2019 às 10:17

Fiscais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) identificaram um caso de exercício ilegal da profissão no bairro Parque Independência, na Zona Sul da Capital, em 19.09, após denúncia anônima. No consultório odontológico, um cirurgião-dentista estrangeiro se apresentou como responsável pelo estabelecimento.

No local, a equipe de fiscalização do Conselho constatou que o denunciado possuía inscrição temporária de estrangeiro junto ao CROSP, apenas com finalidade de estudo – o profissional veio ao país para estudar, portanto, é consentido apenas para as práticas clínicas dentro da instituição de ensino em que está matriculado. Porém, relatou que atendia pacientes no consultório há mais de dois anos.

Após averiguação, os fiscais da Autarquia acionaram a polícia e todos foram conduzidos ao 47º Distrito Policial do Capão Redondo para registro de boletim de ocorrência. O exercício ilegal da Odontologia é crime previsto no Código Penal (Artigo 282), que dispõe também sobre exercício ilegal da Medicina e Farmácia.

Estrangeiros

Todos os profissionais estrangeiros que queiram exercer a profissão no Brasil devem requerer sua inscrição definitiva junto ao CROSP, apresentando seu Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM) permanente e seu diploma devidamente revalidado. Caso não o faça, estará atuando ilegalmente.

Informativo

Estrangeiro atuava ilegalmente na Zona Sul de São Paulo

25/09/2019 às 10:17

Fiscais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) identificaram um caso de exercício ilegal da profissão no bairro Parque Independência, na Zona Sul da Capital, em 19.09, após denúncia anônima. No consultório odontológico, um cirurgião-dentista estrangeiro se apresentou como responsável pelo estabelecimento.

No local, a equipe de fiscalização do Conselho constatou que o denunciado possuía inscrição temporária de estrangeiro junto ao CROSP, apenas com finalidade de estudo – o profissional veio ao país para estudar, portanto, é consentido apenas para as práticas clínicas dentro da instituição de ensino em que está matriculado. Porém, relatou que atendia pacientes no consultório há mais de dois anos.

Após averiguação, os fiscais da Autarquia acionaram a polícia e todos foram conduzidos ao 47º Distrito Policial do Capão Redondo para registro de boletim de ocorrência. O exercício ilegal da Odontologia é crime previsto no Código Penal (Artigo 282), que dispõe também sobre exercício ilegal da Medicina e Farmácia.

Estrangeiros

Todos os profissionais estrangeiros que queiram exercer a profissão no Brasil devem requerer sua inscrição definitiva junto ao CROSP, apresentando seu Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM) permanente e seu diploma devidamente revalidado. Caso não o faça, estará atuando ilegalmente.