line
logo
Menu

Informativo

CROSP participa de reunião com o FCAFS

26/04/2019 às 12:23

No dia 17.04, foi realizada na sede do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP) a 3ª Reunião Ordinária Anual do Fórum dos Conselhos Atividades Fim de Saúde (FCAFS), que representa os Conselhos Regionais da área da saúde de São Paulo. O evento contou com a participação do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), representado pelo conselheiro Marco Antonio Manfredini.

Além do CROSP, estiveram presentes os Conselhos Regionais de Biologia (CRBio-01), de Biomedicina (CRBM-1), de Educação Física (CREF4/SP), de Enfermagem (Coren-SP), de Farmácia (CRF-SP), de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-3) e de Nutricionistas (CRN-3). 

O FCAFS, que já havia se reunido extraordinariamente no início de abril, colocou em pauta três pontos de suma importância: o seminário sobre a adoção da Educação à Distância nas disciplinas de saúde, que acontecerá em agosto na Assembleia Legislativa de São Paulo; a ampliação do Grupo de Trabalho, que tratava somente de Acupuntura e passou a englobar também outras práticas integrativas e complementares (tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais e abordagens naturais na prevenção e/ou recuperação de doenças) e que terá representantes das Câmaras Técnicas do CROSP para compor as discussões sobre o uso destes recursos nas áreas da saúde; e o contato a ser feito diretamente com parlamentares, a fim de buscar apoio na questão da sustentabilidade dos Conselhos Atividades Fim de Saúde. Sobre o tema, o CROSP participou de audiência com o deputado federal Carlos Zarattini no dia 12.04, com a presença do CRF-SP, em que o deputado manifestou o seu apoio à preservação das atribuições e da sustentabilidade dos Conselhos Profissionais da Saúde.

Vale frisar que o papel dos Conselhos é zelar pela ética, fiscalizar o exercício da atividade profissional e promover boas práticas, o que também valoriza diretamente os profissionais, que, assim, podem atender a população com qualidade e segurança.

Informativo

CROSP participa de reunião com o FCAFS

26/04/2019 às 12:23

No dia 17.04, foi realizada na sede do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP) a 3ª Reunião Ordinária Anual do Fórum dos Conselhos Atividades Fim de Saúde (FCAFS), que representa os Conselhos Regionais da área da saúde de São Paulo. O evento contou com a participação do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), representado pelo conselheiro Marco Antonio Manfredini.

Além do CROSP, estiveram presentes os Conselhos Regionais de Biologia (CRBio-01), de Biomedicina (CRBM-1), de Educação Física (CREF4/SP), de Enfermagem (Coren-SP), de Farmácia (CRF-SP), de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-3) e de Nutricionistas (CRN-3). 

O FCAFS, que já havia se reunido extraordinariamente no início de abril, colocou em pauta três pontos de suma importância: o seminário sobre a adoção da Educação à Distância nas disciplinas de saúde, que acontecerá em agosto na Assembleia Legislativa de São Paulo; a ampliação do Grupo de Trabalho, que tratava somente de Acupuntura e passou a englobar também outras práticas integrativas e complementares (tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais e abordagens naturais na prevenção e/ou recuperação de doenças) e que terá representantes das Câmaras Técnicas do CROSP para compor as discussões sobre o uso destes recursos nas áreas da saúde; e o contato a ser feito diretamente com parlamentares, a fim de buscar apoio na questão da sustentabilidade dos Conselhos Atividades Fim de Saúde. Sobre o tema, o CROSP participou de audiência com o deputado federal Carlos Zarattini no dia 12.04, com a presença do CRF-SP, em que o deputado manifestou o seu apoio à preservação das atribuições e da sustentabilidade dos Conselhos Profissionais da Saúde.

Vale frisar que o papel dos Conselhos é zelar pela ética, fiscalizar o exercício da atividade profissional e promover boas práticas, o que também valoriza diretamente os profissionais, que, assim, podem atender a população com qualidade e segurança.