">
line
logo
Menu

Informativo

Aluno exerce irregularmente a Odontologia

04/10/2018 às 09:30

Um suposto caso de exercício ilegal da profissão foi constatado em 02.10, na Zona Norte da capital paulista. Fiscais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) chegaram até o local após denúncia anônima realizada à Autarquia. 

No estabelecimento, os fiscais foram informados de que o denunciado estava realizando procedimento odontológico no andar superior da clínica. Ele foi encontrado saindo da sala de atendimento com o paciente, trajando pijama cirúrgico e máscara.

Solicitada a apresentação de sua carteira de identificação profissional, informou não se encontrar com ela. Posteriormente, declarou ser estudante de Odontologia e que na clínica realizava procedimentos de anamnese, orçamento, solicitação de exames radiográficos, fotos intrabucais, entre outras atividades administrativas.

Por ser estudante o denunciado não possui o devido registro de inscrição no CROSP para o regular exercício da profissão. Dessa forma, a Polícia Militar foi acionada e os envolvidos encaminhados ao 39º DP para apuração dos fatos.

Realizar avaliação clínica do paciente, diagnósticos, solicitação de exames e planejamento de tratamentos na área odontológica são atividades de competência exclusiva do cirurgião-dentista. O exercício ilegal da profissão é crime previsto no Código Penal, no Art. 282.

 

A importância de denunciar

Para identificar eventuais casos de exercício ilegal da profissão é importante que a população faça a denúncia, principalmente perante as Autoridades Policiais e, ao Conselho, através do canal Fale Conosco (http://www.crosp.org.br/faleconosco.html).

As denúncias ajudam a coibir as práticas ilegais, salvaguardar a saúde da população e valorizar a Odontologia e seus profissionais.

Informativo

Aluno exerce irregularmente a Odontologia

04/10/2018 às 09:30

Um suposto caso de exercício ilegal da profissão foi constatado em 02.10, na Zona Norte da capital paulista. Fiscais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) chegaram até o local após denúncia anônima realizada à Autarquia. 

No estabelecimento, os fiscais foram informados de que o denunciado estava realizando procedimento odontológico no andar superior da clínica. Ele foi encontrado saindo da sala de atendimento com o paciente, trajando pijama cirúrgico e máscara.

Solicitada a apresentação de sua carteira de identificação profissional, informou não se encontrar com ela. Posteriormente, declarou ser estudante de Odontologia e que na clínica realizava procedimentos de anamnese, orçamento, solicitação de exames radiográficos, fotos intrabucais, entre outras atividades administrativas.

Por ser estudante o denunciado não possui o devido registro de inscrição no CROSP para o regular exercício da profissão. Dessa forma, a Polícia Militar foi acionada e os envolvidos encaminhados ao 39º DP para apuração dos fatos.

Realizar avaliação clínica do paciente, diagnósticos, solicitação de exames e planejamento de tratamentos na área odontológica são atividades de competência exclusiva do cirurgião-dentista. O exercício ilegal da profissão é crime previsto no Código Penal, no Art. 282.

 

A importância de denunciar

Para identificar eventuais casos de exercício ilegal da profissão é importante que a população faça a denúncia, principalmente perante as Autoridades Policiais e, ao Conselho, através do canal Fale Conosco (http://www.crosp.org.br/faleconosco.html).

As denúncias ajudam a coibir as práticas ilegais, salvaguardar a saúde da população e valorizar a Odontologia e seus profissionais.