line
logo
Menu

Informativo

Fiscalização do CROSP averigua clínica de radiologia envolvida em denúncia de suposto crime

24/07/2018 às 12:02

Uma equipe de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) realizou vistoria em clínica de radiologia odontológica, em razão de notícia de suspeita de exercício ilegal da Odontologia por uma pessoa sem formação específica, também acusado por estupro de vulnerável. Os fiscais estiveram no estabelecimento, localizado na zona sul da capital paulista, em 20.07.

Na constatação da ausência de inscrição do estabelecimento odontológico junto ao Conselho, uma vez que o caso repercutiu na grande imprensa (clique aqui), a equipe da fiscalização procedeu às condutas necessárias. Também foram identificadas outras infrações éticas, como publicidade odontológica em desacordo com o Código de Ética Odontológica vigente (Resolução CFO – 118/2012) com adoção das medidas administrativas pertinentes.

O respectivo expediente de fiscalização foi direcionado para apreciação da Comissão de Ética do CROSP, a fim de analisar e adotar as medidas éticas disciplinares cabíveis ao caso.

Denúncias como esta podem e devem ser comunicadas ao Conselho pessoalmente na sede do CROSP ou nas Seccionais. Cartas também podem ser encaminhadas, desde que contenham a identificação do denunciado, do denunciante, relato dos fatos no formulário cedido pela autarquia e apresentação de todas as provas possíveis. 

É possível fazer a denúncia anonimamente, mas, neste caso, o denunciante não terá acesso às informações do caso. 

Informativo

Fiscalização do CROSP averigua clínica de radiologia envolvida em denúncia de suposto crime

24/07/2018 às 12:02

Uma equipe de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) realizou vistoria em clínica de radiologia odontológica, em razão de notícia de suspeita de exercício ilegal da Odontologia por uma pessoa sem formação específica, também acusado por estupro de vulnerável. Os fiscais estiveram no estabelecimento, localizado na zona sul da capital paulista, em 20.07.

Na constatação da ausência de inscrição do estabelecimento odontológico junto ao Conselho, uma vez que o caso repercutiu na grande imprensa (clique aqui), a equipe da fiscalização procedeu às condutas necessárias. Também foram identificadas outras infrações éticas, como publicidade odontológica em desacordo com o Código de Ética Odontológica vigente (Resolução CFO – 118/2012) com adoção das medidas administrativas pertinentes.

O respectivo expediente de fiscalização foi direcionado para apreciação da Comissão de Ética do CROSP, a fim de analisar e adotar as medidas éticas disciplinares cabíveis ao caso.

Denúncias como esta podem e devem ser comunicadas ao Conselho pessoalmente na sede do CROSP ou nas Seccionais. Cartas também podem ser encaminhadas, desde que contenham a identificação do denunciado, do denunciante, relato dos fatos no formulário cedido pela autarquia e apresentação de todas as provas possíveis. 

É possível fazer a denúncia anonimamente, mas, neste caso, o denunciante não terá acesso às informações do caso.