line
logo
Menu

Informativo

Dúvidas sobre prontuário odontológico? O CROSP responde!

26/04/2018 às 14:06

Muitos cirurgiões-dentistas ainda têm dúvidas quanto ao prontuário odontológico. O que deve estar contido nele? Quando devo compartilhá-lo com o meu paciente? As respostas para estes e outros questionamentos podem ser conferidas na última edição do jornal do Conselho, o CROSP em Notícia, publicado em março.

A matéria A quem pertence o prontuário?  traz informações de extrema relevância para o exercício ético da profissão, uma vez que o prontuário documenta todo o tratamento do paciente. Nele devem estar contidos todos os exames, ficha de anamnese, ficha clínica, receitas, atestados, recibos, diagnóstico e planejamento do tratamento, entre outros.

Mesmo sendo de responsabilidade do cirurgião-dentista, o paciente tem o direito de ter acesso a qualquer documento de seu prontuário e até mesmo solicitá-lo por completo. Portanto, caso o profissional se recuse a fornecer o respectivo documento, constituirá infração ética.

Na entrega do prontuário, o profissional deve registrar a ocorrência por meio de um recibo, o qual precisa conter data e relação dos documentos entregues ao pacientes. O recibo, assinado pelo paciente, também deve ser arquivado para futura referência.

Quer saber mais? Confira aqui a matéria por completo.


Informativo

Dúvidas sobre prontuário odontológico? O CROSP responde!

26/04/2018 às 14:06

Muitos cirurgiões-dentistas ainda têm dúvidas quanto ao prontuário odontológico. O que deve estar contido nele? Quando devo compartilhá-lo com o meu paciente? As respostas para estes e outros questionamentos podem ser conferidas na última edição do jornal do Conselho, o CROSP em Notícia, publicado em março.

A matéria A quem pertence o prontuário?  traz informações de extrema relevância para o exercício ético da profissão, uma vez que o prontuário documenta todo o tratamento do paciente. Nele devem estar contidos todos os exames, ficha de anamnese, ficha clínica, receitas, atestados, recibos, diagnóstico e planejamento do tratamento, entre outros.

Mesmo sendo de responsabilidade do cirurgião-dentista, o paciente tem o direito de ter acesso a qualquer documento de seu prontuário e até mesmo solicitá-lo por completo. Portanto, caso o profissional se recuse a fornecer o respectivo documento, constituirá infração ética.

Na entrega do prontuário, o profissional deve registrar a ocorrência por meio de um recibo, o qual precisa conter data e relação dos documentos entregues ao pacientes. O recibo, assinado pelo paciente, também deve ser arquivado para futura referência.

Quer saber mais? Confira aqui a matéria por completo.