">
line
logo
Menu

Informativo

Grupo do FCAFS estabelece metas para 2018

09/02/2018 às 09:05

O Grupo de Trabalho (GT) de Educação do Fórum dos Conselhos Atividade Fim da Saúde (FCAFS) realizou, em 29.01, sua primeira reunião de 2018. Na ocasião, os presentes discutiram as próximas ações com o intuito de proibir o funcionamento de cursos técnicos e de graduação na área da saúde, na modalidade de ensino totalmente a distância. O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) esteve representado pelo seu secretário-geral, Marco Manfredini.

Prioridade para o GT, o assunto será tratado durante todo o ano até que se consiga a aprovação dos projetos de lei que vetam cursos técnicos e de graduação na modalidade. Propostas já tramitam na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), os PLs 52/2017 e 547/2016. A fim de sensibilizar o poder público, o grupo propôs visitas aos deputados estaduais e federais, bem como senadores eleitos por São Paulo. Também prevê aproximação com entidades que se mostraram contrárias ao EAD na graduação como o Conselho Nacional de Saúde (CNS), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro).

O grupo ainda pretende se reunir com reitores e diretores das Instituições de Ensino Superior (IES) que possuem cursos/vagas autorizadas de graduação a distância na área da saúde para discutir o tema.

Além da aproximação com todos esses setores, membros do GT pretendem promover campanhas para mobilizar a sociedade e elaborar diretrizes curriculares para o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à atuação interprofissional.

A próxima reunião do GT está programada para 26.02.

Informativo

Grupo do FCAFS estabelece metas para 2018

09/02/2018 às 09:05

O Grupo de Trabalho (GT) de Educação do Fórum dos Conselhos Atividade Fim da Saúde (FCAFS) realizou, em 29.01, sua primeira reunião de 2018. Na ocasião, os presentes discutiram as próximas ações com o intuito de proibir o funcionamento de cursos técnicos e de graduação na área da saúde, na modalidade de ensino totalmente a distância. O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) esteve representado pelo seu secretário-geral, Marco Manfredini.

Prioridade para o GT, o assunto será tratado durante todo o ano até que se consiga a aprovação dos projetos de lei que vetam cursos técnicos e de graduação na modalidade. Propostas já tramitam na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), os PLs 52/2017 e 547/2016. A fim de sensibilizar o poder público, o grupo propôs visitas aos deputados estaduais e federais, bem como senadores eleitos por São Paulo. Também prevê aproximação com entidades que se mostraram contrárias ao EAD na graduação como o Conselho Nacional de Saúde (CNS), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro).

O grupo ainda pretende se reunir com reitores e diretores das Instituições de Ensino Superior (IES) que possuem cursos/vagas autorizadas de graduação a distância na área da saúde para discutir o tema.

Além da aproximação com todos esses setores, membros do GT pretendem promover campanhas para mobilizar a sociedade e elaborar diretrizes curriculares para o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à atuação interprofissional.

A próxima reunião do GT está programada para 26.02.