line
logo
Menu

Funcionários Públicos

Equiparação salarial continua sem definição para 2017

24/11/2016 às 10:20

O deputado estadual, Roque Barbieri, encaminhou ao Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), resposta de ofício enviado por ele à Coordenadoria de Gestão Orçamentária e Financeira da Secretaria de Estado da Saúde, sobre a inclusão de recursos na proposta orçamentária de 2017 que, pudessem garantir a equiparação salarial de cirurgiões-dentistas e médicos, servidores públicos de São Paulo.

A resposta do ofício foi: “A vista do solicitado, cumpre-nos informar que a proposta orçamentária desta secretaria de Estado da saúde – SESSP já se encontra na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo –ALESP, e que as previsões de recursos para n ovos contratos ou ajustes salariais não estão contemplados nesta proposta por insuficiência financeira devido a queda da arrecadação no Estado”. Confira aqui o texto na íntegra. 

O deputado, Roque Barbieri, também enviou a solicitação ao Governador do Estado. Na mensagem ele argumentou: "Envio-lhe por meio deste, pleito que entendo ser dos mais justos, afinal se não fossem dos dentistas, todos nós possivelmente, estaríamos “banguelos” – como se diz na roça, de onde eu vim”

Em setembro, o também deputado estadual, Carlos Neder, recebeu resposta semelhante após encaminhar ofício solicitando inclusão de verba no orçamento de 2017 que propiciasse a equiparação salarial. 

Novo contato

No dia 29.11, o Grupo de Trabalho (GT) de Cirurgiões-Dentistas Servidores do Estado que conta com o apoio do CROSP deve voltar a ALESP para solicitar que os deputados entrem com emenda ao orçamento para contemplar o valor anual da equiparação salarial. 

Funcionários Públicos

Equiparação salarial continua sem definição para 2017

24/11/2016 às 10:20

O deputado estadual, Roque Barbieri, encaminhou ao Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), resposta de ofício enviado por ele à Coordenadoria de Gestão Orçamentária e Financeira da Secretaria de Estado da Saúde, sobre a inclusão de recursos na proposta orçamentária de 2017 que, pudessem garantir a equiparação salarial de cirurgiões-dentistas e médicos, servidores públicos de São Paulo.

A resposta do ofício foi: “A vista do solicitado, cumpre-nos informar que a proposta orçamentária desta secretaria de Estado da saúde – SESSP já se encontra na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo –ALESP, e que as previsões de recursos para n ovos contratos ou ajustes salariais não estão contemplados nesta proposta por insuficiência financeira devido a queda da arrecadação no Estado”. Confira aqui o texto na íntegra. 

O deputado, Roque Barbieri, também enviou a solicitação ao Governador do Estado. Na mensagem ele argumentou: "Envio-lhe por meio deste, pleito que entendo ser dos mais justos, afinal se não fossem dos dentistas, todos nós possivelmente, estaríamos “banguelos” – como se diz na roça, de onde eu vim”

Em setembro, o também deputado estadual, Carlos Neder, recebeu resposta semelhante após encaminhar ofício solicitando inclusão de verba no orçamento de 2017 que propiciasse a equiparação salarial. 

Novo contato

No dia 29.11, o Grupo de Trabalho (GT) de Cirurgiões-Dentistas Servidores do Estado que conta com o apoio do CROSP deve voltar a ALESP para solicitar que os deputados entrem com emenda ao orçamento para contemplar o valor anual da equiparação salarial.