line
logo
Menu

Informativo

Conselhos dos profissionais de saúde debatem qualidade da formação

19/03/2014 às 14:43



Uma audiência pública, realizada no dia 18 de março, na Assembleia Legislativa de São Paulo, discutiu a qualidade e os instrumentos de avaliação na formação de profissionais da área de saúde. Participaram diversos conselhos profissionais, entre os quais o CROSP, representado pelo conselheiro Marco Antônio Manfredini.

 

O Fórum dos Conselhos e Atividade Fins da Saúde é uma iniciativa do deputado estadual Carlos Neder. “Há uma tentativa das representações profissionais de dialogarem mais com o poder público, tanto federal quanto estadual, pois eles percebem que de nada adianta o seu trabalho e fiscalização se isso não for acompanhado de uma participação de tais autoridades”, acentua  o parlamentar.

 

Justamente por isso houve certa insatisfação quanto à ausência do ministro da Educação, Henrique Paim, personagem de extrema importância para o encaminhamento das resoluções.

 

Debates

 

O deputado Carlos Neder frisou a importância em primeiramente definir qual o sistema de saúde desejado; pensar no mercado de trabalho atual; e ainda como melhorar a qualidade dos profissionais de saúde. Já a primeira dama do município de São Paulo e professora associada da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Ana Estela Haddad, e o diretor do Departamento de Gestão da Educação da Saúde, do Ministério da Saúde, Alexandre Medeiros de Figueiredo,  exaltaram a importância de se fortalecer a avaliação ao longo do processo de ensino nas instituições.

 

Um ponto de bastante repercussão foi Exame do CREMESP, que avalia os recém-formados em medicina. Segundo João Ladislau Rosa, presidente do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, mais de 2800 estudantes participaram em 2013. A prova com cerca de 180 questões foi considerada fácil; no entanto, 59% dos profissionais foram reprovados.

 

“Podemos ter algumas opiniões divergentes entre os conselhos profissionais, podemos ter avaliações diversificadas, mas com certeza acordamos quanto à importância da formação da ética e a fiscalização do exercício profissional. E essas duas funções têm sido exercidas plenamente”, acrescentou Dr. Marco Antônio Manfredini, conselheiro do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo. Hoje em dia há cerca de 120 mil profissionais no Estado de SP, sendo destes 78 mil profissionais dentistas.

 

O CROSP vem buscando articular ações conjuntas com a Associação Brasileira de Ensino Odontológico e os 42 cursos de odontologia ofertados no estado.

 

 

“Gostaria de frisar a importância dos conselhos trabalharem juntos às instituições formadoras. Entendemos que não basta apenas vir aqui e reclamar do nível de aprendizado, dos profissionais e da secretaria de educação; nós - os próprios representantes dos conselhos profissionais- temos de buscar instrumentos jurídicos legais que devem ser utilizados para, internamente aos conselhos, discutir e debater essa questão da formação profissional”, conclui Dr. Manfredini.


Leia a transcrição do evento clicando no link abaixo:

http://www.crosp.org.br/intranet/eventos/transcricao_audiencia.pdf


Fotos: CROSP

Informativo

Conselhos dos profissionais de saúde debatem qualidade da formação

19/03/2014 às 14:43



Uma audiência pública, realizada no dia 18 de março, na Assembleia Legislativa de São Paulo, discutiu a qualidade e os instrumentos de avaliação na formação de profissionais da área de saúde. Participaram diversos conselhos profissionais, entre os quais o CROSP, representado pelo conselheiro Marco Antônio Manfredini.

 

O Fórum dos Conselhos e Atividade Fins da Saúde é uma iniciativa do deputado estadual Carlos Neder. “Há uma tentativa das representações profissionais de dialogarem mais com o poder público, tanto federal quanto estadual, pois eles percebem que de nada adianta o seu trabalho e fiscalização se isso não for acompanhado de uma participação de tais autoridades”, acentua  o parlamentar.

 

Justamente por isso houve certa insatisfação quanto à ausência do ministro da Educação, Henrique Paim, personagem de extrema importância para o encaminhamento das resoluções.

 

Debates

 

O deputado Carlos Neder frisou a importância em primeiramente definir qual o sistema de saúde desejado; pensar no mercado de trabalho atual; e ainda como melhorar a qualidade dos profissionais de saúde. Já a primeira dama do município de São Paulo e professora associada da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Ana Estela Haddad, e o diretor do Departamento de Gestão da Educação da Saúde, do Ministério da Saúde, Alexandre Medeiros de Figueiredo,  exaltaram a importância de se fortalecer a avaliação ao longo do processo de ensino nas instituições.

 

Um ponto de bastante repercussão foi Exame do CREMESP, que avalia os recém-formados em medicina. Segundo João Ladislau Rosa, presidente do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, mais de 2800 estudantes participaram em 2013. A prova com cerca de 180 questões foi considerada fácil; no entanto, 59% dos profissionais foram reprovados.

 

“Podemos ter algumas opiniões divergentes entre os conselhos profissionais, podemos ter avaliações diversificadas, mas com certeza acordamos quanto à importância da formação da ética e a fiscalização do exercício profissional. E essas duas funções têm sido exercidas plenamente”, acrescentou Dr. Marco Antônio Manfredini, conselheiro do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo. Hoje em dia há cerca de 120 mil profissionais no Estado de SP, sendo destes 78 mil profissionais dentistas.

 

O CROSP vem buscando articular ações conjuntas com a Associação Brasileira de Ensino Odontológico e os 42 cursos de odontologia ofertados no estado.

 

 

“Gostaria de frisar a importância dos conselhos trabalharem juntos às instituições formadoras. Entendemos que não basta apenas vir aqui e reclamar do nível de aprendizado, dos profissionais e da secretaria de educação; nós - os próprios representantes dos conselhos profissionais- temos de buscar instrumentos jurídicos legais que devem ser utilizados para, internamente aos conselhos, discutir e debater essa questão da formação profissional”, conclui Dr. Manfredini.


Leia a transcrição do evento clicando no link abaixo:

http://www.crosp.org.br/intranet/eventos/transcricao_audiencia.pdf


Fotos: CROSP