line
logo
Menu

Câmaras Técnicas

Odontologia do Esporte

A Odontologia do Esporte evolui a partir da preocupação de atletas, técnicos e, principalmente, cirurgiões-dentistas com a exposição dos praticantes, das mais variadas modalidades, a injúrias e  fraturas da região orofacial, importando-se com a prevenção.

Além disso, a Odontologia do Esporte colabora, previne e trata problemas de saúde oral que possam interferir, local ou sistemicamente no desempenho do atleta.

No que diz respeito à proteção de atletas, o cirurgião-dentista tem como referência a norma internacional da American Society for Testing and Materials (ASTM – 697-80), reafirmada em 2006, que determina que um protetor bucal deve ser confeccionado pelo cirurgião-dentista a partir de um modelo em gesso do atleta. Portanto, é da competência do profissional de Odontologia a confecção de dispositivos protetores intra e extraorais para a prática esportiva – e estes dispositivos devem ser confeccionados de modo individualizado.

Os profissionais da Odontologia que atuam nessa área também são responsáveis pela proteção facial, por meio de confecção de protetores sobre modelo em  gesso, com o objetivo de evitar fraturas ou refraturas de ossos da face, propiciando o retorno breve do atleta acometido de fratura facial aos treinos e competições bem como aumentando sua segurança.

Portal de Especialidades

Odontologia do Esporte

A Odontologia do Esporte evolui a partir da preocupação de atletas, técnicos e, principalmente, cirurgiões-dentistas com a exposição dos praticantes, das mais variadas modalidades, a injúrias e  fraturas da região orofacial, importando-se com a prevenção.

Além disso, a Odontologia do Esporte colabora, previne e trata problemas de saúde oral que possam interferir, local ou sistemicamente no desempenho do atleta.

No que diz respeito à proteção de atletas, o cirurgião-dentista tem como referência a norma internacional da American Society for Testing and Materials (ASTM – 697-80), reafirmada em 2006, que determina que um protetor bucal deve ser confeccionado pelo cirurgião-dentista a partir de um modelo em gesso do atleta. Portanto, é da competência do profissional de Odontologia a confecção de dispositivos protetores intra e extraorais para a prática esportiva – e estes dispositivos devem ser confeccionados de modo individualizado.

Os profissionais da Odontologia que atuam nessa área também são responsáveis pela proteção facial, por meio de confecção de protetores sobre modelo em  gesso, com o objetivo de evitar fraturas ou refraturas de ossos da face, propiciando o retorno breve do atleta acometido de fratura facial aos treinos e competições bem como aumentando sua segurança.